GRAFORRÉIA XILARMONICA BENGA VELHA COMPANHEIRA LYRICS

Benga velha companheira
Benga curió no mato

Ela entrou dentro do mato perna só para se esconder
Pois já sabia que algum dia tudo aquilo ia lhe acontecer

Uma pessoa muito chata certamente ia lhe aparecer
Propondo a volta ao mundo antigo que ela só queria esquecer

Será que o mundo é tão pequeno que até aqui no mato eu não posso ficar quieto sem ouvir um desacato
As pessoas sempre metem o bedelho para incomodar

Não é que eu queira lhe ficar rogando praga mas tomara que aconteça algum dia justo o mesmo com você
Seu descanso tão sonhado vai por agua abaixo